Este é um desenho mostrando como um deficiente visual usaria o sistema que idealizamos. Uma deficiente visual localiza o armário já dividido em sessões. Cada uma delas guarda um tipo de roupa. Para que o cego entenda essa subdivisão, cada parte do armário é forrado com uma textura diferente e a mesma é usada em seus cabides (no desenho, cada textura é representada por uma cor).

A jovem escolhe pelo tato a primeira peça de roupa e leva até o sensor do sistema, que identifica qual o item que ela tem em mãos (cor, tipo de tecido, como é a blusa, etc) por meio de áudio. Em seguida a jovem volta ao armário, só que desta vez ela procura uma peça em outra subdivisão do armário (verde). Esta guarda as roupas para as pernas.

A escolha é feita de forma aleatória pelo usuário e o sistema é responsável por dizer se as peças formam um conjunto. Também por meio de áudio, o software aprova ou não a combinação, descreve as características físicas da peça e indica quantas vezes esta combinação foi usada.

Anúncios